Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VANDERLEY MENDONÇA


 

Vanderley Mendonça, autor do livro Iluminuras, é editor do Selo Demônio Negro, jornalista, designer e tradutor. Formado em design gráfico e pré-impressão pelo RIT (Rochester Institut of Technology, EUA) e Design Tipográfico na Hochschule fuer Grafik und Buchkunst, Leipzig (Escola Superior de Artes Gráficas e Editoriais). Traduziu, entre outros livros, Poesia Vista, antologia bilíngue, do poeta catalão Joan Brossa (Amauta/Ateliê, 2005); Crimes Exemplares, de Max Aub (Amauta, 2003); Nunca aos Domingos, de Francisco Hinojosa (Amauta, 2005) e Greguerías, de Ramón Gómez de La Serna (Selo Demônio Negro, 2010).

 

 

TEXTOS EM PORTUGUÊS   -  TEXTO EM CATALÃO / CATALAN

 

MENDONÇA, Vanderley.  Iluminuras. Poesia – Tradições / Traduções. São Paulo: Editora Patuá, 2012.   138 p.  16x23 cm.   Capa: Leonardo Mathias.  Tiragem: 500 exs.   ISBN 978-85-64308-88-66   “ Vanderley Mendonça “  Ex. na bibl. Antonio Miranda

 

Iluminuras eu chamei aquelas partes dos poemas que

me guiaram ao longo da vida como leitor e que me

dão o dom de luzir quando falo delas. Nomeei-as as-

sim por que têm uma função imagética nas minhas

leituras. São o que se fixou em mim. Desses fragmen-

tos de poemas, canções e citações fiz minha tradição.

Mais do que tentar traduzi-los tentei revivê-los, al-

gumas vezes liberando os versos da régua das formas

rígidas e até das rimas, que por mais belas traem. Há

beleza na literalidade da palavra. Garimpei o ouro

das iluminuras inscritas nestes versos, brilho de mi-

niaturas, portáteis. Carrego-os comigo na memória e

divido-os aqui com você que me lê.

VANDERLEY MENDONÇA

 

 

que lua te celesta

no céu que te divina

 

?

que girassol te imensa

em dia que te luz

 

?

 

que deus que diabo

te abraça te devora

 

?

que verbo te cobiça

que hora te demora

 

?

 

que jardim te aflora

que canto te encanta

 

?

 

que sonho te imanta

que desejo te implora

 

?

 

 

CONVERSA COM O POETA E. M. DE MELO E CASTRO I:

 

— É por dentro dos olhos que a matéria é.

 

— O que faremos, então, com o uso invisível dos

sentidos?

 

— Escrever, apesar de ser a pior maneira de produzir

sentidos, por que é enigma. Uso do visível para sinalizar

o invisível.

 

 

sob o sol de

setembro

me lembro

de ti e do amor

escorrendo,

lágrima e dor.

já não me entendo

e só me contento

com o que mereço:

o fim virar começo.

 

 

entre o sim e o não

quantos versos terão?

existe ponte para amor distante?

desses que nem cabem na gente?

como disfarçar no outono

essa dor sem dono?

invadir teu sono

e sonhar teu sonho?

 

 

NUM PAIS DISTANTE

 

Tentaste de tudo e só te restou a escrita.

Soubeste que um poema polido com dor é diamante.

Ouviste que na poesia imagem quer ser palavra.

E nela experimentaste a morte, mesmo sem morrer.

Enquanto o vento desmantelava a tarde,

Esperaste a noite como destino.

Escreveste sob a lua e sua mortalha de luz que te cobria.

Atravessaste o vidro da noite

E sem morrer, morreste mais.

 

 

CONVERSA COM O POETA MARCELO ARIEL

 

— Que prova da existência será maior

do que esperar o imprevisto,

sem a angústia de pensar que,

mesmo imaginado, o que se deseja existe?

 

— Às vezes a vida abre uma clareira no tempo

para nos mostrar um segredo que o sol guardou.

Incertezas também são possibilidades.

 

 

 

 

TEXTO EM CATALÃO / CATALAN  -  TRAD. PORTUGUÊS

 

 

trobar la felicitat

és oblidar la temptació de provar

el que el cor inquiet sent.

 

la vida és somni.

nomes l'amor és el real.

lenamorat

és l´únic que està despert.

 

 

buscar a felicidade

é esquecer a tentação de provar

o que o coração inquieto sente.

 

a vida é sonho.

só o amor é o real.

o apaixonado

é o único que está acordado.

 

[poema escrito originalmente em catalão]

 

 

 

MORT:PARAULA

 

la paraula mort no mor

no té fi ni tomba

no és dolor ni ombra

la paraula mort és

mors mot

dins de la paraula mort

el verb falleix

i el silenci neix


 

MORTE:PALAVRA

 

a palavra morte não morre

não tem fim nem tumba

não é dor nem sombra

a palavra morte é

mors mot

dentro da palavra morte

o verbo falece

e o silêncio nasce

 

[poema escrito originalmente em catalão]

Vanderley Mendonça e Antonio Miranda na Livraria Hussardos em São Paulo 8/2014

 

 

TRINTA ANOS-LUZ. Poetas celebram 30 anos de Psiu Poético.  Aroldo Pereira, Luis Turiba, Wagner Merije, org.  São Paulo: Aquarela Brasileira Livros, 2016.  199 p.  16x23 cm   ISBN 978-85-92552-01-5  Ex. bibl. Antonio Miranda

 

         
          Poemas dedicados à Francesca Cricelli

         

          1.

          O ANJO BOM QUE VEIO

 

          Chegou como eu queria
          Como eu chamava um anjo.
          Não daqueles que vêm do céu
          Das estrelas nem dos sonhos
          Nem das luas sem pátria.
          O anjo que me veio tem nome:
          É Francesca o seu nome.
          Tem cabelos densos e negros
          Atados pelo silêncio
          E um sorriso de mover cristais.
          Um anjo bom veio
          E cavou a luz do meu peito,
          Fez a minha alma navegar
          Sem arranhar os ares.

 

          2.

          Canto, letra e carne;
          Via de paisagem em alameda,
          Rosa, lira e alma imortal
          No coração do mundo.
          Ela veio azul
          Com um nome lindo
          Francesca:
          Uma mulher morena
          que caçava pássaros
          com rede de vento.

 

          (...)

 

 

Página publicada em setembro de 2014; ampliada em julho de 2016.

 

 

 

 


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar