Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: http://www.ubern.org.br/

 

CLÉCIA SANTOS

 

Clécia Santos é poetisa na cidade de Natal-RN, escreveu dois livros de maneira autônoma, Flor de Cactus em 2008 e Angel, brisas e poesias, em 2014 pela editora Offset. Participou de várias coletâneas pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores. Participa como membro do SPVA (Sociedade dos Poetas Vivos e Afins ).

 

Extraído de

 


ANTOLOGIA POETRIX 20 ANOS. Organizadora  Aila Magalhães.  São Paulo: Rumo Editorial,
2019.   239 p.   13 x 20,5 cm. Antologia comemorativa dos 20 anos do Movimento
Internacional Poetrix –MIP. ISBN  978-85-60380-65-7   Ex. bibl. Antonio Miranda

Pausas

Tuas pausas
Muito mais que ausências...
Escuto teu palpitar.

 

                        Políticos  

Políticos roubam-nos a paciência.
Ferem nosso brio
Debocham de nossa tolerância.

 

                                   Amanhã

Amanhã será outro dia
Inspira...
Encanto e magia

 

                     Cachaça

Alambique de cana-de-açúcar
Gosto de mel
Caninha 51.

 

                                                  Existir    

Sem você, tento ser
Alguém para lembrar...
Um pensamento longe!

       
Olhos negros   

Asas para sonhar
Cavalgar olhos negros
Perdição popular.

 

Saudades

Vazios não são preenchidos
Por aquilo que o coração
Já há muito se prendeu.

 

        

16ª. Colocação no PRÊMIO SARAU /BRASIL 2026.

 

ANTOLOGIA POÉTICA.  Sarau Brasil 2016. Concurso Nacional de Novos Poetas.  Organização e apresentação Isaac Almeida Ramos.   Cabedelo, Paraíba: VIVARA Editora Nacional, 2016.  (Série Novos
Poetas no. 19.   446 p.    ISBN 978-85-920158-2-1
Ex. bibl. Antonio Miranda

 

Domingando

 

Fiz minha opção
Nas estampas de flores
Desfolhei livros novos
Apenas para sentir seu cheiro.
E o domingo me responde
Com chuvas lentas
Apenas para acalentar
A sonolência do dia.

Sonhos? Todos!
Aqueles debulhados
Num carrossel de corpo,
Preguiça e lentidão.
O tempo é aliado a tudo!
Mas, contudo peço: Não passe!

Misturas finas de corpo livre
Ócio dos deuses,
O meu já há muito tempo dorme
Esquece as avenidas
A algazarra da vida,
Nossos estresses,
Esplendidamente
Passe-me em êxtase!

 

*

VEJA e LEIA outros poetas do RIO GRANDE DO NORTE em nosso Portal:

http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/rio_grande_norte/rio_grande_norte.html

 

Página ampliada e republicada em janeiro de 2022

 

 

Página publicada em maio de 2019

 

 

       


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar