Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANA MAGALHÃES

 

Ana Maria dos Reis Cunha Magalhães é mineira de Carmo do Paranaiba. Formada em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras e pós-graduada em Lingua Portuguesa. Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Premiada, em 2004, no Concurso de Poesia do Sesc-DF, participando da Coletânea, com o poema Minha Alma Azul. Em 2006, lançou dois livros: o romance regionalista Saga Mineira e o livro de poesias Minha Alma Azul. Participou de mais duas coletâneas pelo Sinpro-DF e outra, -organizada por Ronaldo Mousinho. Em 2011 lançou o livro Supravida (contos e crónicas) e 2014, lançou outro livro regionalista mineiro Sertão de Maravaia, na II Bienal do livro e da Leitura de Brasília. Co-fundadora da Academia Cruzeirense de Le.tras, da qual foi vice-presidente. Participou de várias Feiras do Livro de Brasília, incluindo a 32a e 33a. Foi agraciada com duas Mensões de Louvor pela Câmara Legislativa do Distrito Federal e outra, pela Câmara Legislativa do Estado de Minas Gerais. Lançou, na III Bienal do Livro e da Leitura, com os demais poetas do Celeiro Literário, a coletânea Colheital, comemorativa do Io aniversário daquele coletivo cultural.

 

COLHEITA 2, Celeiro Literário Brasiliense, Leia-me;  organização e correção de Ronaldo Alves Mousinho. Brasília, DF: Arteletras Editora, 2017.
132 p.  ilus.  14,5 x 22 cm.  ISBN  978-85-9506-038-8   Ex. bibl. Antonio Miranda

 

        O dia da Poesia

Catorze de março, é dia da Poesia.
Já falei de Deus, das flores,
Das chuvas, árvores...
Poesia é todo dia!
Do Sol, da Lua, das estrelas,
Do mar, até mesmo de mim!
As paisagens que são belas,
Fascinam-me, em festim!
Já falei de seres humanos,
Da minha filha, Carla.
Inventei muitos personagens.
Porém a vida continua clara...
Fiz poema para o meu pai,
Um batalhador, João Feira!
E para minha mãe,
Estrela da vida inteira!
Assim, nesta linda cascata!
Saudades e sinestesia...
O nó do pensamento, que desata,
—É a poesia!

 

 

Página publicada em abril de 2019

 

 

 

       


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar