Home
Sobre Antonio Miranda
Currículo Lattes
Grupo Renovación
Cuatro Tablas
Terra Brasilis
Em Destaque
Textos en Español
Xulio Formoso
Livro de Visitas
Colaboradores
Links Temáticos
Indique esta página
Sobre Antonio Miranda
 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: https://www.fatoamazonico.com

 

 

GAITANO LAERTES PEREIRA ANTONACCIO

 

Gaitano Laertes Pereira Antonaccio -  Fundador da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas

Cadeira No. 1

Advogado tributarista, contabilista, empresário de turismo, escritor, poeta, articulista e conferencista, Gaitano Antonaccio (G. Laertes Pereira A.) é amazonense de Manaus, nascido a 28 de janeiro de 1940. Filho de Francisco Antonaccio e Neuza Pereira Antonaccio, é casado com a professora Maria do Carmo Azevedo Antonaccio, o casal possui os seguintes filhos: Laerte, Cacilda e Cynthia. iniciou os estudos primários no Colégio Nossa Senhora do Rosário, tendo como primeira professora, sua mãe que o ensinou as primeiras letras, ler, escrever e as quatro operações de aritmética.

Aprovado no exame de admissão para o Colégio Brasileiro estudou o curso ginasial e diplomou-se em 1958, na categoria de Técnico em Contabilidade. Cursou ainda humanidades no Colégio Estadual do Amazonas (antigo Ginásio Amazonense Pedro II) e, em seguida, formou-se em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade do Amazonas, cujo diploma recebeu na noite de 11 de dezembro de 1965.

Com vários cursos de especialização em Contabilidade, Direito e Turismo, Gaitano Antonaccio, apesar de escrever desde muito cedo, tendo começado a fazer poesia com apenas 8 anos de idade, somente em 1982, com a idade de 42 anos, lançou o seu primeiro livro de poesias, passando a editar outros como:
1) Sentimento Sentido (poesia), 1989; e mais outros 42 livros (poesia, história, ensaios literários, contabilidade, etc, etc.)
 

 

 

 

 

LATINIDADE: I COLETÂNEA POÉTICA DA SOCIEDDE DE CULTURA LATINA DO  ESTADO DO MARANHÃO.   Dilercy Adler, org. São Luis: Estação  Produções Ltda, 1998.  108 p.  Capa: Carranca – Fonte do Ribeirão – São Luís – Maranhão – Brasil        Ex. bibl. Antonio Miranda

 

 

 

NÃO IMPORTA...

 

 

Não sei o que ficou no teu peito
Nesse tempo todo de amor,
Talvez imensa e incurável dor,
Talvez um grande despeito!

 

Não suporto te ver partindo
Depois de tanto tempo de laços,
Depois de tanto te ter nos braços,
Transando, te amando e sorrindo.

 

Não posso aceitar esse destino
Perdendo-te assim, sem lutar.
Não deixarei a vida desmoronar
Num instante cruel, repentino.

 

Não sei o que tens na cabeça,
Como estão teus pensamentos,
Mas sei dos meus sofrimentos
E talvez eu nunca te esqueça...

 

Sei também que sempre te amarei,
Como sei que nunca me amaste
Foi um tempo longo e me usaste
E nesse tempo todo eu te perdoei...

 

 

 

 

 

Página publicada em outubro de 2019


 

 

 
 
 
Home Poetas de A a Z Indique este site Sobre A. Miranda Contato
counter create hit
Envie mensagem a webmaster@antoniomiranda.com.br sobre este site da Web.
Copyright © 2004 Antonio Miranda
 
Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Click aqui Home Contato Página de música Click aqui para pesquisar